Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

de costas pr'ó mar

por Mariana Sofia

por Mariana Sofia

de costas pr'ó mar

10
Mar17

#5 conversas de autocarro | 'ou vai ou racha'

MariSofia

Há realidades que nunca vão mudar. Muito dificilmente se tornarão mais felizes. E mais difícil ainda, serão revertidas. Algumas cobrem todas as classes sociais. Das mais altas, às mais baixas. Qualquer um pode ser atingido. O truque é saber levantar a cabeça. Não desistir. Arregaçar as mangas e ir à procura. Diz-se. Mas também se diz que a economia vai subir. A minha continua no mesmo sítio. 

 

O desemprego jovem é uma realidade constante. Somos a geração à rasca. E à rasquinha mais ainda. Os jovens são o futuro. É nos jovens que temos que apostar. Seria uma ótima aposta se fizessem as coisas da maneira correta. Mas valores mais altos se levantam. 

desemprego-jovem.jpg

Foi o seguinte. Um homem com os seus 30 anos, mais coisa menos coisa. Estava a falar ao telemóvel. Tinha entregue 15 currículos de manhã. Não sei se tinha entregue alguns da parte da tarde. Vive em casa dos pais. Tinha conseguido viver com alguém, julgo que com a namorada, até conseguir que o subsídio de desemprego desse para pagar as contas, juntamente com uns trocos que tinha. Às tantas, vai que não vai, ou vai ou racha, ela disse-lhe que não queria mais nada com ele e que queria que ele saísse de casa. Retornou à casa dos pais. 

 

Dois pontos importantes. Ponto um. Onde é que parei no tempo? Sim, devo ter parado algures no tempo, porque parecia-me que aquela treta do amor era em todas as situações, felizes e infelizes. E a parte em que se duas pessoas gostam uma da outra e pretendem constituir família, devem apoiar-se um ao outro, ficou onde? Parece-me que me escapou alguma coisa de muito importante. 

 

Ponto dois. No decurso normal da vida, não seriam os filhos a cuidar dos pais na velhice? Está-me cá a parecer que a ordem das coisas se alterou um bocadinho. As coisas não estão como deviam estar. Não quero imaginar o que me espera num futuro cada vez mais próximo. Gosto do meu país. Gosto ainda mais da minha gente. 

 

beijinhos **

Não se esqueçam que estamos no instagram, facebook e bloglovin'.

Podem ainda escrever-me para o email que se encontrar do lado esquerdo 

3 comentários

Comentar post

Descobre mais aqui

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

On Instagram

On Blogging

blogging.pt

On Bloglovin

Follow

Links

  •