Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

de costas pr'ó mar

por Mariana Sofia

13
Fev17

50 Shades Darker

Mariana Sofia

O filmes mais esperado do ano chegou. 9 de fevereiro foi o dia. Vi-o no fim-de-semana. Deu-me alento e energia para o resto da semana. Reencontrar-me com o Mr. Grey foi tão bom. Melhor do que na primeira vez. 

IMG_5345.jpg 

As opiniões dividem-se. Aceito todas, desde que saibam argumentar o vosso ponto de vista. Não chega dizerem, o filme não presta porque provocar a dor só para sentir prazer não é romântico. Ou que nenhum homem é assim. É um filme, não é a vida real. A saga dos vampiros foi bem pior e, no entanto, moveu milhões de pessoas por todo o mundo.

Não conhecia os livros, não conheço. Ainda não os li. Muito menos fazia ideia de que existia um filme, até que vi a apresentação do mesmo na televisão. Tive curiosidade e fui ver. Gostei do que vi. Boa história. Bom romance. Boa representação do jogo de poder entre um homem e várias mulheres. Banda sonora mais do que adequada. O género dividia opiniões: drama/romance. Queriam que os próximos fossem considerados eróticos e para maiores de 18 anos. Vamos por partes. 

 

É um drama. Grey tem 50 sombras. Vive assombrado com o seu passado. Com a morte da mãe. A forma de superar é ter controlo. Em tudo. Nas mulheres, principalmente. É um romance. Grey apaixona-se, sem saber o que isso é, pela inocente Anastasia. Constroem uma história de amor. Ela consegue fazer aquilo que mais nenhuma conseguiu. É até uma comédia, que nos faz rir com as respostas de Anastasia e de Mr. Grey.

Agora erótico? É necessário colocá-lo na categoria de maiores de 18 anos? Acham mesmo que os jovens não viram coisas bem mais explícitas? Sim, o filme tem conteúdo sexual, mas daí até ser comparado a um filme erótico … O Grey nem sequer aparece nu, uma única vez  Mostra apenas o seu precioso rabo, no segundo filme  (desculpem, mas que pedaço de céu!) Não obstante, este tem cenas mais quentes do que o primeiro. 

 

A transformação do Grey do primeiro para o segundo filme é notável e perfeita. Para além de continuar a tomar posse de tudo o que rodeia Anastasia, consegue se romântico. Esta é a essência do filme. Uma rapariga que aparece na sua vida e que não vai ser mais uma submissa parecida com a sua mãe. Vai mudá-lo. Vai ensiná-lo a amar. Com uma boa dose de sensualidade e loucura. 

 

O sexo. O sadomasoquismo. Ambos fazem parte da vida. O sexo pode e deve fazer parte de toda a forma de romantismo. O sadomasoquismo, há quem goste e seja mais feliz assim. Afinal, qual é o problema de quererem apimentar a relação?

 

Nem demasiado púdicos, nem demasiado sádicos. Loucos o suficiente. 

beijinhos **

Não se esqueçam que estamos no instagram, facebook e bloglovin'.

Descobre mais aqui

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

On Instagram

On Bloglovin

Follow

Bloggers Squad Portugal

Parcerias