Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

de costas pr'ó mar

por Mariana Sofia

14
Nov17

A hora de ponta no metro.

Mariana Sofia

Primeiro assunto: Sabem o que me deixa de coração cheio e de sorriso no rosto? Os emails que recebo a respeito do blog. Fico sempre com a sensação de que vos consigo transmitir o melhor de mim, e isso vê-se nos contactos que me fazem. E por isso, já foram ao blog da Miss Unicorn? Toca a ir lá, ler a minha participação numa das rubricas mais giras da blogesfera, "Era uma vez…" <3

 

Segundo assunto: Já quase toda a gente falou sobre isto. E eu também vou falar. Porque sim. E porque ainda andava eu na barriga da minha mãe já frequentava os transportes públicos. Primeiro os autocarros, e mais tarde o metro. E pensava eu, na minha ingenuidade, que o metro era muito melhor do que o autocarro. Já foi, e já não é. 

 

Andar de metro torna-se, a cada dia que passa, uma tarefa do quotidiano perigosa e que nos consome uma quantidade de tempo considerável. Não é de mim, que passo a vida a reclamar de tudo o que está mal. É do serviço público de transportes que funciona mal, e das pessoas que o frequentam.

a6b646cb2bced165e7327f16ec839461.jpg

 (imagem retirada do Pinterest)

 

A hora de ponta chega a ser mais sufocante do que circular em Lisboa, debaixo de chuva torrencial, e às 18h. Vimos no metro tal qual "sardinha em lata", mas daquelas latas onde vêm 10, em vez de virem só 6 (não faço ideia de quantas sardinhas vêm numa lata apenas porque não gosto de sardinhas). Levamos com o cheiro nauseabundo das pessoas que preferem investir no último iPhone, ao invés de água, sabonete e desodorizante. Não matei ninguém, mas é o karma

 

O pior perigo dá-se na altura de sair nas estações de maior afluência. Os que querem sair empurram para fora, os que querem entrar empurram para dentro. E está feita uma sanduíche perfeita. Podemos sair primeiro, para vossas excelências entrarem depois? Obrigada. Ah, e já agora: não virem estátuas no meio do caminho com as malas de viagem. E usem os elevadores. As escadas são para pessoas com relativa pressa, ou claustrofobia.

 

Perturbações na circulação. Ou perturbações na sinalização. Pedem desculpa pelo incómodo causado. Mas ninguém quer saber das vossas desculpas. Queremos chegar a horas sem ter que sair de casa 3h antes. Uma viagem que devia demorar 15 minutos, demora 40 minutos. Não é normal. Todo o santo dia existem perturbações nas linhas. Mas giro, mesmo giro é quando são duas linhas ao mesmo tempo. 

 

Se podia apanhar o autocarro? Podia, mas o que me leva para a faculdade só aparece de 30 em 30 minutos. É o karma, já percebi.

beijinhos **

Não se esqueçam que estamos no instagram,facebook e bloglovin'.

10 comentários

Comentar post

Descobre mais aqui

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

On Instagram

On Bloglovin

Follow

Bloggers Squad Portugal

Parcerias