Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

de costas pr'ó mar

por Mariana Sofia

22
Fev17

Alcôa, a Doçaria Conventual

Mariana Sofia

Porque o fim de semana já passou e, já está quase a chegar outra vez. Porque o domingo é dia de descanso. Porque a boa vida faz parte da minha felicidade. E, especialmente porque vou ter uma semana de férias de carnaval. Desculpa, mas não te vou festejar. Não te acho piada nenhuma. Obrigada carnaval, pelos dias de descanso em tua honra.

 

Sabem que ando sempre à procura dos melhores sítios em Lisboa para comer. Coisas boas e acessíveis é o que procuro. Almoços e lanches. Junta-se o útil ao agradável. Come-se bem e o passeio é ainda melhor. A descobrir as ruas de Lisboa. E, num belo dia de sol, nada melhor do que a Alcôa

IMG_5509.jpg 

Na Alcôa dedicamo-nos, desde 1957, à centenária arte de bem confecionar, em recipientes de cobre, os doces conventuais, seguindo a tradição dos Monges de Cister que habitaram a região de Alcobaça.

O espaço é pequeno. Para a tradição e fama que têm, não estava à espera que fosse demasiado pequeno. Não existe a possibilidade de nos sentarmos para degustar os demais doces que nos são apresentados. Existe o balcão central, onde somos atendidos e, depois existem dois mini balcões onde se pode comer, mas com grandes pressas porque a pastelaria está sempre cheia. Podiam ter investido mais neste ponto. 

Os doces são os anfitriões. Tudo doçaria conventual. Dignos de vários prémios. Provámos três. Torresmos do Céu. Encharcada. Diário de Dona Inês. 

 

* Torresmos do Céu

torresmos do céu.jpg

Não gostei do sabor a amêndoa amarga, embora não fosse muito intenso. Gostei muito do contraste entre o conteúdo seco feito de gemas e a massa estaladiça, principalmente da parte de cima, que era a mais saborosa. 

 

* Encharcada

encharcada.jpg

Era suculento. As gemas e as amêndoas contrastam muito bem. Era apetitoso, mas um pouco líquido demais para o meu gosto. A textura estava perfeita. 

 

* Diário de Dona Inês

diário de dona inês.jpg

Porque o melhor fica para o fim. Porque os últimos são sempre os primeiros. Este foi o melhor de todos. A massa filo estava P E R F E I T A. O doce de ovos era simplesmente D E L I C I O S O. O contraste dos dois foi algo de E X C E C I O N A L.

 

"Não contes os dias, faz com que os dias contem"

(mr. wondeful)

beijinhos **

Não se esqueçam que estamos no instagram, facebook e bloglovin'.

4 comentários

Comentar post

Descobre mais aqui

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

On Instagram

On Bloglovin

Follow

Bloggers Squad Portugal

Parcerias