Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

de costas pr'ó mar

Mariana Sofia

Qua | 24.10.18

A pior comédia do mundo

Gosto muito de ir ao teatro. Mas gosto mesmo. É das melhores terapias para libertar a mente, e fortalecer os maxilares. Sorrisos fáceis e verdadeiros; gargalhadas longas e sonoras é tudo aquilo que se ouve na plateia. E é tudo aquilo que se precisa para se criar uma verdadeira empatia com aqueles que estão em cima do palco.

Pior_Comedia_Porto_755x470.jpg

Sala cheia. Telemóveis desligados. E está tudo pronto para dar início a mais uma peça. Mas, e se de repente a porta dos bastidores se abrisse e, o espectador fosse convidado a assistir ao que por lá se passa? A ideia passou pela cabeça de Michael Frayn, enquanto assistia a uma peça da sua própria autoria, através dos bastidores, e que não correu da forma idealizada. E, por isso, Michael Frayn achou que o público deveria assistir, não só à representação da peça, mas também aos ensaios e às cenas dos bastidores. É o “Teatro dentro do Teatro”.

 

Fomos ao teatro, e assistimos ao ensaio geral, à estreia e ainda ao drama que se vive dentro dos bastidores, desde a preparação do espetáculo até ao grande momento de mandar subir o pano. Os atores esquecem-se das falas, confundem entradas e saídas, trocam adereços, e até questionam o encenador. Com uma perícia incrível para o improviso desastroso, os atores tentam resolver o que não está a correr tão bem, alterando completamente o enredo da peça. O resultado final, A Pior Comédia do Mundo.

 

Em cena até 27 de janeiro, no Teatro da Trindade.

beijinhos **

Não se esqueçam que estamos no instagramfacebook e bloglovin'.

6 comentários

Comentar post