Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

de costas pr'ó mar

Mariana Sofia

Qui | 21.12.17

Alerta: um assunto muito sério.

O mundo caiu mesmo aos meus pés. Pela segunda vez. Nunca saberei lidar com estas situações, muito menos quando mexem com os meus pilares. Com as minhas pessoas preferidas. Com as únicas pessoas por quem dava a vida. Os meus pais.

 

Foi na viagem para Braga. Uma viagem de mais de 4h. O meu pai vinha nervoso, porque não sabia o caminho, era de noite e apanhámos chuva. E, depois de já estarmos instalados em casa do meu irmão, tudo começou. O meu pai não conseguia fazer xixi. Ao início desvalorizámos, podia ter sido dos nervos. Não quis comer. E, para ele não querer comer é porque é grave. Foi para o hospital. Tem a próstata tão aumentada que o está a impedir de fazer xixi. Andou com uma algália até voltarmos para Lisboa. E foi na consulta de urologia que tudo aconteceu. Tem que ser operado. Já não vai lá com medicamentos. E foi feita uma biopsia. Já sabemos que não é aquilo que estávamos com tanto medo. Menos mal.

 

Um homem com 61 anos que nunca fez um exame à próstata por capricho. Um homem que hoje se arrepende de não ter ido ao médico mais cedo, porque ia à casa de banho muitas vezes e ficava sempre com vontade. Esse homem é o meu pai. É o homem da minha vida e o meu amor maior. É aquele por quem eu dava a minha vida e não pensava duas vezes. É aquele que já fez tanto por mim, mas que eu, no momento em que ele mais precisa de mim, não o posso ajudar. O sentimento de impotência é o pior dos sentimentos. E a espera por notícias consumiu-me um bocadinho, todos os dias.

 

Porque se é aqui que vos mostro todos os sítios maravilhosos que me encheram a alma este ano, também é aqui que vos conto o momento mais angustiante pelo qual estou a passar neste momento. Por favor, não desvalorizem os sintomas estranhos, não deixem de ir ao médico porque têm medo ou porque não gostam. Façam os exames regularmente. As análises de rotina não valem por si, essas estavam sempre dentro dos valores normais. Vão ao médico, estejam atentos aos sinais do vosso corpo.

beijinhos **

Não se esqueçam que estamos no instagramfacebook e bloglovin'.

23 comentários

Comentar post