Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

de costas pr'ó mar

Mariana Sofia

Sex | 21.12.18

Aquilo que não deveria acontecer numa sala de cinema.

35857e8cbed18df2043002443eafdf2f.jpg

Lembram-se de quando vos falei de todas as peripécias a que somos sujeitos, quer queiramos quer não, quando nos dirigimos a uma sala de cinema, mesmo aqui? A verdade é que ontem, quando estava confortavelmente sentada, numa qualquer sala de cinema espalhada pelo país, para ver o Grinch, aconteceu algo que nunca pensei ser possível.

 

Estava já a parte chata da publicidade terminada. O filme rodava a bom ritmo. E a sessão é interrompida. As luzes acendem-se. É-nos dito o filme foi interrompido para sentar as pessoas corretamente. Pessoas essas que estavam incluídas numa festa de aniversário {NOS, festas de aniversário no cinema não correm bem, ok?}, e que chegaram já o filme tinha começado. Interromper o filme para sentar pessoas que chegam atrasadas deve ter sido a situação mais ridícula a que já assisti, numa sala de cinema. A sério.

 

É certo que as pessoas pagam o seu bilhete, e têm o direito de se sentar no lugar atribuído. Não contesto tal afirmação. Mas também têm o dever cívico e moral de respeitar as outras pessoas. Chegar a horas faz parte da boa educação. Não é uma modernice, daquelas chatas a que temos que nos habituar. O problema teria sido evitado se tivessem comparecido na sala indicada, à hora indicada. Já nos “obrigam” a 10 minutos, mais coisa menos coisa, de publicidade e outros que tais, mesmo a pensar nas pessoas que não cumprem horários. Porque dá cá aquela palha. Está-lhes no sangue. Nem com 10 despertadores, de minuto em minuto, minimizam os possíveis estragos.

 

E se pensam que o filme recomeçou, enganam-se. Como suas excelências tinham todo o direito de montar um circo, por causa de cadeiras com números, também tinham o direito de ver a publicidade que antecede o filme. Parece-me óbvio. A falta de noção das pessoas começa a incomodar, ligeiramente.

beijinhos **

Não se esqueçam que estamos no instagramfacebook e bloglovin'.

8 comentários

Comentar post