Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

de costas pr'ó mar

Mariana Sofia

Sab | 21.04.18

Desafio 52 semanas | 2 em 1

F1864CF7-C104-4D56-B0DB-B5049F65C500.jpg

Por motivos de força maior o desafio da semana passada, vem juntar-se ao desta semana. Na verdade, a razão reside, apenas e somente, no facto de eu ter feito anos, no passado sábado. E isso para mim é motivo mais do que suficiente, ora essa. Por isso, venham daí conhecer aquilo que há de pior no mundo virtual, e aquilo a que eu não acho a mínima piada.

 

O que há de pior no mundo virtual,

O mundo virtual não é assim tão mau. O grande problema é a sua utilização. Neste caso, a sua má ou inconsequente utilização. Ainda assim, a meu ver, aquilo que poderá ser o pior do mundo virtual é a dependência das redes sociais, e consequente obsessão pela exposição da vida privada nas mesmas. Além do vício causado pela excessiva utilização das redes sociais. E, se calhar, o problema não será tanto o mundo virtual, no geral, mas sim, as redes sociais, no particular.

 

Se sou dependente das redes sociais? Confesso que sim, e tenho plena noção que passo demasiado tempo online. Se partilho a minha vida privada? Claro que sim, mas não no extremo. Há coisas que guardo para mim. Há momentos especiais que devem ser vividos e guardados, ao invés de serem expostos para toda uma comunidade online. E o mais importante é saber separar o que deve e o que não deve ser exposto.

 

Isto para mim não é diversão,

Aqui há pano para mangas. Eu alinho em quase tudo aquilo que me propõe, mas nunca vou contra os meus princípios. E aquilo que mais me faz confusão, e que muita gente acha divertido, como beber até cair só para ser aceite num grupo, é uma dessas situações.

 

Tenho orgulho de dizer que nunca apanhei uma bebedeira. E duvido muito que algum dia vá apanhar. As pessoas bebem porque querem. As pessoas bebem para se sentirem integradas num grupo. As pessoas não se importam de ressacar durante 2 ou 3 dias, se na noite anterior tiverem sido os reis da festa. Eu presenciei isto, diversas vezes. E não consigo compreender. E muito menos entender. Eu bebo um copo quando me apetece, e quando vejo que estou a ultrapassar os meus limites paro. Quem não sabe beber, bebe água. E beber até cair não é divertido.

beijinhos **

Não se esqueçam que estamos no instagramfacebook e bloglovin'.

7 comentários

Comentar post