Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

de costas pr'ó mar

Mariana Sofia

Sab | 17.03.18

Desafio 52 semanas | Infância: brinquedos favoritos

março8.jpg

Alguns brinquedos passaram do meu irmão para mim. Mas, as bonecas eram só minhas. Duas gavetas cheias de roupas, biberões, iogurtes (o Imaginarium é só a melhor loja para estas coisas!), fraldas, babetes. Até tive um carrinho, uma alcofa, uma cadeira de refeição e uma cadeira de transporte. Fui uma verdadeira mãe de duas bonecas lindas. Fui muito bem treinada, diria eu.

 

As barbies sempre foram as minhas preferidas. Como a auto-caravana e com a casa, montadas o verão inteiro, no chão da sala, eu queria lá saber de mais alguma coisa. Também tive um Ken. Era um mulherengo. Namorava com todas, e chegou a ser pai de gémeos. Havia uma barbie destemida, com um cavalo e tudo. E aquela Bratz, produtora de cinema, era loira, com o cabelo perfeito. Os sapatos e as roupas variavam entre todas. A amizade tem destas coisas. E nem queriam vocês saber os segredos cabeludos que elas partilhavam entre si.

 

Os Legos eram partilhados com o meu irmão. Ainda lhe perdi algumas peças, mas as principais estão todas preservadas. Eu não queria fazer grandes construções, apenas uma casa com direito a piscina e varandas nos quartos principais. Os bonecos eram sempre mafiosos e cowboys. Acho que não existia uma única rapariga naquele universo. Eram uns desgraçados, que se divertiam a construir cada vez mais divisões na sua casa extraordinária.

 

Os jogos de tabuleiro também tiveram a sua cota parte na minha infância. E como eu gostava de jogar Monopólio, ainda em Escudos. Ou aquele das palavras. Ou o "Quem é Quem", já com falta de personagens. E o "4 em linha". Ou o “Não Acordes o Papá”. E não era preciso mais para ser uma criança feliz.

beijinhos **

Não se esqueçam que estamos no instagramfacebook e bloglovin'.

11 comentários

Comentar post