Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

de costas pr'ó mar

Mariana Sofia

Sex | 13.04.18

n.º 34, a semana em fotografias

Dois assuntos importantes. Primeiro, hoje é dia 13. Ou melhor sexta feira 13. E eu vou sair de casa. E tenho medo. Porque vocês sabem o quanto eu sou supersticiosa. Segundo, amanhã faço anos. Estou demasiado ansiosa. E gosto demasiado de fazer anos. E a propósito dessa data tão importante, vai sair um postmuito especial.

semana_rotina.jpg

Sexta – Ora, o que pede uma sexta feira cinzenta? Uma visita até ao café mais badalado do momento. Uma visita até à Amélia, a namorada do Nicolau. Tempo de espera: 40 minutos. Se valeu a pena? Claro que sim.

 

Sábado – É humanamente impossível conseguir estudar durante um dia inteiro, sem qualquer tipo de pausa. As datas precisam de ser cumpridas, mas eu preciso da minha sanidade mental intacta. E, nada melhor do que uma pausa para terminar a 1.ª temporada da série The Good Doctor. E claro que eu tinha que chorar no último episódio, não é verdade?

 

Domingo O dia do abuso. E, por isso, uma carbonara maravilhosa. E ainda não vos dei a receita. Como é que me fui esquecer disso? E é tão simples e tão delicioso, que nem vos passa pela cabeça. E não, não leva natas.

 

Segunda – Uma rotina de sábado que passou para segunda feira: a limpeza da casa. E, depois de uma tarde inteira de roda de folhas e mais folhas, o tempo foi aproveitado para acabar de ver o filme do Harry Potter e a Pedra Filosofal. Os livros são muito melhores. Nada que eu já não esperasse.

 

Terça – Cada vez me dou mais conta de que o que eu gosto mesmo de cozinhar é sobremesas. Os doces são, sem sombra de dúvidas, a minha praia. Mas nem por isso deixo de cozinhar as outras coisas. Porque a Bimby não será um utensílio que terei logo na minha cozinha. E da minha cozinha saiu um Linguini com Vitela, muito delicioso.  

 

Quarta – Porque nem todas as rotinas são chatas, esta é uma das minhas preferidas. E o livro que está agora em cima da mesa de cabeceira é este: O Silêncio. Um thriller.  

 

Quinta – Ter aulas num auditório é assustador. E quando está praticamente vazio ainda mais. Chega mesmo a ser intimidante. E depois não se ouve praticamente nada, porque o pessoal não conhece um instrumento que se chama microfone. E é esta a minha revolta do dia.

beijinhos **

Não se esqueçam que estamos no instagramfacebook e bloglovin'.

6 comentários

Comentar post