Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

de costas pr'ó mar

Mariana Sofia

Qua | 09.05.18

Panna Cotta

Gosto muito de ir para a minha cozinha pôr as mãos na massa. Gosto de experimentar todas as receitas que a minha mãe já fez. E até mesmo aquelas que nunca se arriscou a fazer. Mas também gosto quando é ela a fazer as sobremesas. Porque não há ninguém que cozinhe tão bem como ela.

 

A sobremesa que hoje vos apresento é uma bomba calórica, mas um dia não são dias. E depois de a experimentarmos no Pasta Non Basta, tínhamos mesmo que a reproduzir em casa. Saiu na perfeição, e estamos cada vez mais próximos de abrir um restaurante. Brincadeirinha!

 

Panna Cotta

pannacotta1.jpg

pannacotta2.jpg

pannacotta3.jpg

Para o culis,

Levar cerca de 300 g de framboesas, 100 g de açúcar e 1 dl de água, a lume baixo. Convém ir mexendo de vez em quando, até obter a consistência de compota. Deixar arrefecer, e utilizar apenas quando estiver frio.

 

Precisas de,

* 8 dl natas para bater

* 150 g açúcar

* 3 folhas de gelatina incolor

* 1 vagem de baunilha Vahiné

 

Leva ao lume as natas com o açúcar, e a vagem de baunilha aberta, com as sementes raspadas. Entretanto, põe as folhas de gelatina demolhadas em água fria. Quando o açúcar estiver completamente dissolvido e as natas tiverem fervido, apaga o lume. De seguida, escorre bem as folhas de gelatina (que devem estar moles) e deita-as no tacho. Mexe bem, para dissolver as folhas de gelatina. Retira a vagem de baunilha. Distribui o preparado por copos, e leva ao frio, no mínimo 10h. O ideal é ficar de 1 dia para o outro.

 

No momento de servir, deita o culis por cima da panna cotta. E para fechar com chave de hora, uma dica para aproveitar a vagem de baunilha! Leva a vagem, deixa secar, e coloca-a num frasco com açúcar.

beijinhos **

Não se esqueçam que estamos no instagramfacebook e bloglovin'.

 

7 comentários

Comentar post