Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

de costas pr'ó mar

Mariana Sofia

17.07.19

Ginos, e o amor no prato

Sobre o Ginos, a única palavra que me ocorre é amor. Amor nos pratos que foram pedidos. E amor incondicional pela melhor pessoa que podia ter do meu lado. Todos os dias, sem qualquer questionamento. A minha mãe. O meu porto seguro.   A verdade é que a escolha por um bom restaurante no Parque das Nações começa a ser mais variada. E ainda bem. Desta vez, fomos até à Alameda dos Oceanos, 1.06.1.1 conhecer o Ginos. Não nos desiludiu. E queremos voltar mais vezes. Sem grandes dúvidas. Começ (...)
23.06.19

Pudim de coco

O início do verão parece-me a altura ideal para regressar à minha cozinha. Queríamos pudim. Mas não o tradicional. Encontrámos um pudim de coco com cobertura de maracujá. E não perdemos mais tempo à procura de qualquer outra receita. Só vos digo que havemos de repetir a receita. Pudim de coco Precisam de, * 400 ml de leite de coco * 200 ml de natas * 397g de leite condensado * 8 folhas de gelatina * Polpa de maracujá {ou outro topping à escolha} * Óleo para untar {ou spray (...)
29.05.19

Ground Burger

Não há outra forma de dizer isto. Não há sequer maneira de tentar apaziguar aquilo que se sente quando se come o melhor hambúrguer de Lisboa. E não, não estou a exagerar! Já andava há demasiado tempo para ir ao encontro destes hambúrgueres; descobri-os uma vez, como que um chamamento divino, no Instagram, e não demorei muito tempo para perceber que precisava de os experimentar. Adiante que já se faz (...)
09.05.19

Il Pizzaiolo, no Porto

Antes de rumarmos até ao Porto, foi feita toda uma pesquisa {pouco ou nada} intensiva sobre o que tínhamos mesmo que visitar. O que podíamos deixar para uma próxima visita. E até mesmo algumas curiosidades interessantes. Claro está que a pesquisa também envolveu alguns dos melhores restaurantes e cafés. Não optámos pela comida típica, por ser tão pesada e servida em grandes quantidades. E, por isso mesmo, guiámos o nosso roteiro gastronómico muito à semelhança daquilo que (...)
19.04.19

Sala de Corte

Festejar faz bem à alma. Está comprovado cientificamente. Por mim, e eu não vos minto. E como só fazemos 23 anos uma vez na vida, levei as pessoas da minha vida a almoçar comigo. O anfitrião foi a Sala de Corte, na Praça D. Luís I, 7, no Cais do Sodré. Não estava bom. Estava muito bom. Já estamos em contagem decrescente para um regresso. Começámos com a cortesia do chefe. Um pão brioche recheado com chouriço de porco preto. Uma combinação perfeita. Seguiram-se os (...)